Parte 1: a história de Mariana e Leandro – Sexo, amor e traição

Mariana é uma mulher independente, bonita, sedutora, mas que não faz boas escolhas para homens e sempre acaba se envolvendo com pessoas que não a merecem. Muitos se sentem intimidados pela independência dela. Outros, só querem brincar com seus sentimentos. Outros, a enganam e somem após alguns meses de relacionamento. Sexo, amor e traição… Ela já passou muito por isso.

Sexo, amor e traição Mariana é uma mulher segura de si – até conhecer Leandro!

 

Mas com Leandro estava sendo diferente. Os dois se conheceram pela internet, em um aplicativo de namoros. Antes de se encontrarem pela primeira vez, se falaram por dois meses online, por Whatsapp, telefone e chamadas de vídeo. Mariana não estava disposta a ser enganada novamente, queria ter certeza de que Leandro era diferente antes de investir seu tempo e se apaixonar por ele.

Leandro era sempre muito carinhoso, respondia às mensagens com rapidez, nunca deixava para depois. Já era algo diferente dos outros, que muitas vezes, liam suas mensagens e respondiam após dias ou horas apenas.

Finalmente, a vontade de se verem cresceu. Já não dava mais para manter aquela situação virtual. Ambos moravam na mesma cidade e trabalhavam relativamente próximos. “Por que não marcar um encontro?”, pensavam.

E foi assim, após um dia de trabalho que se viram pela primeira vez. Mariana vestia uma calça social e uma camisa levemente decotada. Leandro usava calça social também e camisa polo. Ao se abraçarem, o frio na barriga, aquela coisa de começo de relacionamento mesmo. Não deu nem tempo de jantar, trocaram um beijo ardente que pedia algo mais.

Foram para a casa de Mariana e passaram a noite juntos. Era algo tão certo, tão íntimo, sem constrangimentos, como se os dois se conhecessem há anos. Mariana finalmente tinha a sensação de que agora tinha escolhido o cara certo.

Sexo, amor e traição A sintonia entre eles era perfeita – será que finalmente ele era o cara certo?

No dia seguinte de manhã, se despediram e foram trabalhar. Se encontravam todos os dias, após o trabalho. Às vezes, iam para a casa de Mariana. Outras, para a casa de Leandro.

A casa dele era muito bem arrumada e decorada. Mariana adorava passar o tempo lá. Quando estava bagunçada, dizia ele, Leandro sugeria que fossem à casa dela, pois não queria que ela visse seu lado desorganizado. Mariana achava fofa a atitude e sequer discordava.

Após dois meses de relacionamento, os pais de Mariana, que eram de outra cidade, foram visitá-la. Assim, sua casa não estaria disponível para a noite romântica dos dois.

Logo pela manhã, Mariana avisou Leandro do ocorrido. Ele demorou cerca de 5 horas para responder e, à tarde, respondeu que não poderiam se ver naquele dia ou nos próximos, que ele estava com muito trabalho.

Após dois dias, Mariana decidiu fazer uma surpresa e encontrou Leandro na saída de seu trabalho. Ele ficou pálido e ela percebeu que algo estava errado. Ele estava agitado e nervoso. Enquanto caminhavam para a casa do Leandro, ele contou que não estava passando bem e que queria dormir cedo. Não deixou Mariana entrar nem na portaria do prédio.

A essa altura, Mariana já estava desconfiada de que algo estava errado e começou a unir os pontos. Durante todo o relacionamento, era Leandro que escolhia os dias que iriam à casa dele. Ela nunca chegou sem avisá-lo, nunca o fez uma surpresa. E, hoje, cheia de saudades, foi negada sem motivo algum. Algo estava errado.

Suas mãos tremiam e seu estômago doía muito. Era uma dor que nunca havia sentido antes e que parecia que não passaria tão cedo. “Será Leandro um traidor? Será que tem outra mulher?”, pensava.

Pelos próximos três dias, Mariana não mandou mensagem para Leandro – fez questão de esperar que ele a procurasse. E ele o fez. No terceiro dia, a chamou para passar a noite na casa dele.

Disposta a investigar e sofrendo muito, Mariana foi. Ela esperou, calmamente, ele dormir para começar a procurar qualquer pista dentro da casa dele, que indicasse uma vida oculta.

Ao abrir o armário, Mariana gelou. Como ela nunca tinha aberto o armário do quarto antes? Roupas, sapatos, casacos femininos. Ele não apenas tinha outra, ele vivia com outra. E, provavelmente, só chamava Mariana para passar a noite quando essa outra mulher estivesse viajando.

Sexo, amor e traição Decepção, raiva, frustração… Era isso que Mariana sentiu ao descobrir a vida dupla de Leandro

As lágrimas corriam sobre seu rosto e os soluços começaram a ficar mais altos. “Tenho que sair daqui”, pensava enquanto se vestia. Correu para fora, pegou o elevador e saiu do prédio de madrugada. Tonta, sem rumo, cega de raiva. O que fazer agora?

Gostou de Sexo, Amor e Traição? Acompanhe na semana que vem a parte 2 da história de Mariana e Leandro.

*A história Sexo, Amor e Traição foi construída pela nossa equipe com base em relatos de vários clientes já atendidos pelo Espaço Recomeçar. Os nomes foram trocados para proteger as identidades.

4.00 avg. rating (85% score) - 2 votes
Posts recomendados

Deixe um comentário