Estelionato: o que é, como identificar e o que fazer!

Estelionato, o que é? O estelionato é um crime que consiste em obter vantagem ilícita, para si ou para outro, mediante fraude ou engano. 

Esse crime pode ocorrer em diversas situações, como na compra e venda de bens, na prestação de serviços, na obtenção de crédito, entre outras. Mas você sabia que o estelionato também pode acontecer no âmbito dos relacionamentos amorosos? 

Neste artigo, vamos explicar o que é o estelionato sentimental, como identificar um estelionatário emocional, o que fazer se você for vítima desse tipo de golpe e como superar um estelionato sentimental no casamento. Saiba também como superar isso com a ajuda do Espaço Recomeçar. Acompanhe!

como superar um estelionato sentimental
Saiba como superar um estelionato sentimental!

O que é estelionato sentimental?

O estelionato sentimental é uma forma de abuso psicológico que envolve a manipulação dos sentimentos de outra pessoa, com o objetivo de obter benefícios financeiros, materiais ou sexuais. 

O estelionatário sentimental se aproveita da confiança, da carência, da paixão ou do amor que a vítima sente por ele, para iludi-la, enganá-la e explorá-la. Geralmente, o estelionatário sentimental finge ser alguém que não é, inventa histórias falsas, promete coisas que não pode cumprir, pede favores, dinheiro ou presentes, e desaparece quando não tem mais interesse ou quando é descoberto.

Portanto, um estelionato sentimental tem as seguintes características:

  1. Abuso psicológico e manipulação de sentimentos;
  2. Obtenção de ganhos financeiros, materiais ou sexuais;
  3. Criação de um personagem que não existe com a finalidade de enganar;
  4. Promessas e acordos que não são cumpridos;
  5. Desaparecimento quando não há mais interesse ou é descoberto.

Como acabar com a chantagem emocional da esposa?

Como identificar um estelionato emocional?

O estelionato emocional nem sempre é fácil de ser percebido, pois o estelionatário sentimental é um mestre da sedução, da persuasão e da mentira. 

Ele sabe como conquistar a vítima, fazendo-a se sentir especial, elogiando-a, demonstrando interesse, atenção e carinho. No entanto, existem alguns sinais que podem indicar que você está diante de um estelionatário emocional, tais como:

  • Ele se declara rapidamente, dizendo que você é o amor da vida dele, que quer se casar com você, que nunca sentiu nada igual por ninguém;
  • Pede dinheiro emprestado, alegando que está passando por uma dificuldade financeira;
  • Pede presentes caros, como joias, roupas, eletrônicos, viagens, ou outros;
  • Evita apresentá-lo aos amigos e familiares dele, dizendo que prefere manter o relacionamento em sigilo por medo de te perder;
  • Não tem redes sociais, ou tem perfis falsos, sem fotos, sem amigos, sem informações pessoais;
  • Não atende o telefone, não responde as mensagens, some por dias ou semanas, e depois reaparece com desculpas esfarrapadas;
  • Muda de humor frequentemente, ora é carinhoso, ora é agressivo, ora é carente, ora é distante;
  • Faz chantagem emocional, dizendo que você é a única pessoa que pode ajudá-lo, que ele vai se matar se você o deixar, que ele vai se vingar se você o trair.

Todos esses sinais de um estelionatário apontam para uma coisa, a manipulação ou chantagem emocional. Se você sente que a pessoa ao seu lado está usando manipulação ou chantagem emocional para conseguir o que quer, esse é um forte indício de que a pessoa está se aproveitando de você!

Como lidar com a chantagem emocional no relacionamento?

Estelionato sentimental: o que fazer?

Se você suspeita ou descobriu que está sendo vítima de um estelionato sentimental, o primeiro passo é romper o contato com o estelionatário emocional

Não atenda as ligações, não responda as mensagens, não aceite as visitas, não caia nas armadilhas e não se deixe levar pela culpa, pela pena ou pela esperança de que as coisas mudem. Lembre-se de que o estelionatário sentimental não tem sentimentos verdadeiros por você, ele só quer se aproveitar de você.

O segundo passo é procurar ajuda profissional, como um psicólogo, um advogado ou um delegado. Não tente resolver tudo sozinho, busque ajuda para sair dessa situação. Faça um boletim de ocorrência contra essa pessoa, principalmente se houver perdas financeiras, solicite uma medida protetiva, contrate um advogado para conseguir uma indenização e busque apoio psicológico.

O terceiro passo é buscar apoio de pessoas que você confia, como familiares, amigos, colegas, ou conhecer pessoas que já passaram por isso. Essas pessoas podem oferecer suporte emocional, afetivo e material, além de ajudá-lo a se distrair, a se divertir, a se valorizar e a se reconstruir.

Conte com o Espaço Recomeçar para se erguer nessa situação. Nós podemos te ajudar com Trabalhos Espirituais, como a Limpeza Espiritual que é capaz de eliminar toda negatividade desse relacionamento destrutivo. Agende a sua Consulta Espiritual agora!

Como superar um estelionato sentimental no casamento?

O estelionato sentimental no casamento é uma situação ainda mais delicada, pois envolve questões como a convivência, os filhos, os bens e os compromissos. Nesse caso, além dos passos anteriores, é importante que você tenha consciência de que o seu casamento foi baseado em uma mentira, e que o seu cônjuge não é a pessoa que você pensava que era. 

Portanto, você precisa aceitar a realidade e não se culpar ou se responsabilizar pelo que aconteceu. Você não é o culpado, você foi enganado.

Para superar um estelionato sentimental no casamento, você precisa se libertar desse vínculo tóxico e se permitir recomeçar a sua vida. Você precisa se cuidar, se amar, se respeitar e se priorizar. 

Como agir com um marido controlador e chantagista?

As consequências de iludir alguém!

Iludir alguém é uma atitude egoísta, cruel e desonesta, que pode causar danos irreparáveis à pessoa iludida. 

Quem ilude alguém, seja por estelionato sentimental ou por qualquer outro motivo, está brincando com os sentimentos, com a dignidade, com a confiança e com a vida de alguém. Quem ilude alguém, está violando os direitos, os valores, os princípios, os sonhos de alguém. Quem ilude alguém, está ferindo, machucando e destruindo alguém.

As consequências de iludir alguém podem ser devastadoras, tanto para a pessoa iludida, quanto para a pessoa que ilude. 

A pessoa iludida pode sofrer de diversos problemas emocionais, como a angústia, a tristeza, a raiva, a frustração, a vergonha e a culpa. Pode perder a autoconfiança, a autoestima, a autoimagem e a autovalorização. Pode desenvolver transtornos psicológicos, como a fobia, o pânico, a ansiedade, a depressão e o estresse pós-traumático. Podendo se isolar, se afastar, se fechar e se negar.

A pessoa que ilude também pode sofrer as consequências de sua conduta. Ela pode ser descoberta, denunciada, processada, condenada e presa por sua conduta. Como consequência, pode acabar se arrependendo, se sentindo culpada, ficando solitária e amarga.

Portanto, iludir alguém é um ato que não traz benefícios para ninguém, apenas prejuízos, dores e sofrimentos. 

Se gostou deste conteúdo, veja mais artigos aqui no blog. Confira nossos vídeos no YouTube, ouça nosso podcast, siga nosso Instagram e curta nosso Facebook.

Deixe o seu Voto
logo recomecar azul 2tgRFQ 3242863

O Espaço Recomeçar é uma Casa de Apoio Espiritual fundada em 2002 e localizada em São Paulo.
Nossa missão é levar felicidade e paz de espírito a nossos clientes. Aqui, você conseguirá encontrar o sonhado equilíbrio pessoal e ser feliz no AMOR!

logo recomecar

Você não chegou aqui por acaso!

Não saia sem antes falar com a gente.
Pare de sofrer por amor, nós podemos te ajudar!

Maicon ads 1500x1300 1 1024x887 1